segunda-feira, 5 de setembro de 2011

NOSSOS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO


MINNIE – É  o  meu  xodó, meu  ‘grude”:  em qualquer lugar da casa em que eu esteja, tem de estar comigo. Até quando tomo banho ela vai para o banheiro!  É  bem  diferente do comum das poodles: é  calma,  quase  não  late.  Tem  tanta afinidade  comigo, que até as minhas artroses ela tem (está com oito anos).



MIÚCHA -     Também criei desde  bebê (tem oito anos),  mas  é  mais  agarrada  com o meu neto  Lucas. Diferente da Minnie,  é  barulhenta  e  implica com os gatos da casa.  Faz  bagunça junto com a Maggie  (abaixo). Adora  olhar  televisão, principalmente quando aparecem animais na tela. Não sei como, mas ela diferencia imagens de animais das de pessoas!  Adorava o macaco Chico da novela Caras e Bocas.

MAGGIE – É a barraqueira da turma.  Qualquer  barulho ela já está latindo  e a  Miúcha  acompanha  lindo!  Implica com os gatos,  mas  é  muito amorosa (se facilitar, está lambendo o rosto da gente). Faz  festas  para  todos , adora uma folia. Barulhenta e assanhada, quase deixa todo mundo surdo.



BEBÊ – É  a mimosa da minha filha  Maísa, que a recolheu, ainda  bebezinha, na rua. Tem  um olho azul e outro  castanho, devido à mistura de raças. Gosta de fazer folia com a  Miga, mas  ás vezes judia dela,  pois é bem maior.  Vive no pátio da casa.  É muito inteligente e obedece  ordens.  Não gosta dos gatos.


  
MIGA -  Foi   abandonada aqui em casa ainda bebezinha. Não  sei  de que raças se originou. É bagunceira, mas muito amorosa,  embora  pareça meio maluquete  de vez em quando. Gosta dos gatos da casa.  Rouba os ossos  da   Bebê e os esconde na sua casinha.



                                            
NEGRO -  Abandonado aqui em casa quando bebê, é um conquistador nato. Passa  amolando as gatas da casa(que são vacinadas) e lhe  dão  uns  bons tapas. É caminhador, não para em casa.


BRANCO – Abandonado aqui quando bebê,  é o gato mais dengoso e amoroso  que  conheço. Adora um colo e um cafuné. Quando não está por perto, eu chamo e ele me respondo com um sonoro ”maum”. E se eu continuar chamando, ele continua respondendo com o  mais dengoso “maun”, até chegar onde estou. Gosta de cortejar as gatas da casa, mas também leva uns tapas.

         
SIAN -  Uma  dama,  a  princesa  da  casa,  não  gostava de  se misturar  com os  outros  gatos.  Mas  depois  que  teve  filhotes,  tornou-se  amorosa  com  os  bebês  de  todas  as  outras,  amamentando-os  e  acariciando-os  como  se fossem  seus.


BIJOU –   Abandonada aqui quando era bebezinha, é uma linda gata. Teve uma ninhada de seis filhotes, dos quais ficaram quatro na casa, pois ninguém quer fêmeas, só machos. 

FOFA, PINTA E MIÚDA - Filhas da Bijou, é o "trio parada dura", pois brigam com todos os outros (inclusive os machos). São impossíveis, mas muito amorosas.
                
FOFO - Irmão do trio acima, é o xodó do Lucas.Safado e arteiro, sdora correr atrás das
gatas.

                        
                                 


PICOLINO -Apareceu aqui em casa na época da novela "Pssione" e, por isso, ganhou este nome.É muito tímido,pois o trio "parada dura" judia dele.



LELINHO - Surgiu por aqui há uns dois meses. É o xodó da minha filha. Lindinho, é arteiro,mas ainda não se acostumou com os outros.

     







GIGI  e  PRETA -  São  filhas da Felpuda, uma gata que já morreu. São lindas, arteiras e felpudas..                     



 TATUI - Tem este nome porque, quando nasceu, parecia o ratinho do  desenho "Ratatouille". E, como ele, é arteira  como ela só.








PRETINHOS - Filhos da gata siamesa. são muito bonitinhois e sapecas, adoram correr pela casa.
                          





  CENAS  QUE  AQUECEM  O  CORAÇÃO.






0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial